Whatsapp (21) 3836-1905 / 3190-9300

Perguntas Frequentes

Compartilhe conosco a sua dúvida e vamos ajudar você.

O que é Inspeção Periódica de Gás ou Autovistoria de Gás?

É uma visita técnica para verificar se os ambientes e os aparelhos a gás estão funcionando conforme as normas de segurança. Deve ser feita por uma empresa habilitada pelo Inmetro. Os itens que serão inspecionados estão descritos na IN AGENERSA CODIR nº 73. Para acessá-los basta entrar no site das distribuidoras. Importante: quem já começou o processo de inspeção poderá optar por concluir pela IN AGENERSA CODIR nº 48 ou pela nº 73. Para isso, basta informar para a empresa que contratar e fará inspeção.

Como posso saber se a Gasotec é habilitada pelo Inmetro?

O Inmetro mantém em seu site a relação das empresas que passaram pelo processo de acreditação e foram aprovadas. http://www.inmetro.gov.br/organismos/resultado_consulta.asp

O que é Inspeção Periódica de Gás ou Autovistoria de Gás?

É o conjunto de tubulações, medidores e válvulas, com os necessários complementos, destinado à condução e ao uso do gás em sua casa. Essa rede fica entre o limite da propriedade e os pontos de utilização (fogões e aquecedores).

O que são aparelhos a gás?

Fogão, aquecedor e outros aparelhos existentes em sua casa ou nos comércios que funcionam com gás canalizado.

Qual a diferença entre manutenção e inspeção?

A manutenção é aquela visita destinada à realização de reparos no fogão, no aquecedor, na canalização interna, nas conexões, nos rabichos, ou seja, tudo que compõe a instalação interna de gás do imóvel. A Inspeção Periódica de Gás (Lei nº 6.890) é a visita que somente uma empresa habilitada pelo Inmetro pode fazer. Nela, o técnico verifica se fogão, aquecedor e canalização estão instalados e funcionando conforme as normas técnicas vigentes. Não é uma visita para realizar reparos, mas sim para identificar se está tudo funcionando corretamente. Ao final da inspeção periódica, a empresa emite um laudo de inspeção apontando a situação do imóvel.

Quem faz manutenção e quem faz inspeção?

Os dois serviços são de responsabilidade do usuário. Para fazer a manutenção, o consumidor pode contratar uma empresa do mercado que seja especializada e possua técnicos capacitados. Já a inspeção, conforme a nova Lei, só poderá ser feita por uma empresa habilitada pelo Inmetro.

Mas para quê isso agora?

O objetivo é garantir a segurança no uso de qualquer tipo de gás. A expectativa é de que, com a nova lei, os usuários tenham a consciência da importância da sua responsabilidade em manter suas redes de distribuição internas de gás em ótimas condições técnicas, de acordo com a norma técnica exigida, principalmente naqueles casos em que tenham sido feitas modificações nas redes de distribuição.

Quais são as vantagens para o usuário?

Poder escolher as melhores condições do mercado para executar as correções e melhorias em sua rede de distribuição interna de gás. Garantia de segurança nas instalações.

Quais as obrigações da Distribuidora, do cliente e da empresa habilitada pelo Inmetro no processo de Inspeção Periódica de Gás?

Obrigações da Distribuidora:
• Notificar o usuário previamente sobre o período de sua inspeção.
• Fornecer informações sobre as empresas habilitadas pelo Inmetro e que, portanto, estão aptas a executar a Inspeção Periódica de Gás.
• Suspender o fornecimento de gás sempre que a empresa que fez a inspeção identificar situações de risco.
• Informar às empresas habilitadas pelo Inmetro e à Ouvidoria da AGENERSA sobre as reclamações recebidas.

Obrigações do cliente:
• Ficar atento ao seu prazo de realização da inspeção periódica. Verificar essa informação nas comunicações enviadas pela Distribuidora.
• Verificar a lista de empresas habilitadas pelo Inmetro e escolher qual fará a inspeção em sua casa.
• Realizar a inspeção periódica, em data e hora da sua preferência.
• Caso seja identificada a necessidade de realizar algum tipo de reparo na Inspeção, o cliente deverá providenciar os reparos solicitados com uma empresa do mercado que seja especializada e possua técnicos capacitados.
• Certificar se as modificações e reformas feitas na rede de distribuição interna de gás estão de acordo com as normas de segurança.
• Ter claro o risco que significa uma rede de distribuição de gás com defeitos, para si mesmo, sua família, seus vizinhos e a população em geral.

Obrigação da empresa contratada pelo cliente para fazer a inspeção (Gasotec):
• Entrar em contato com a Distribuidora sempre que encontrar situações de risco.
• Enviar o Laudo de Conformidade, Conformidade com Restrição ou Não Conformidade para a Distribuidora.

O que é um Laudo de Inspeção?

É o documento elaborado e emitido pela empresa que faz a inspeção informando o estado de segurança da rede interna de distribuição dos ambientes e dos aparelhos a gás.

O que acontece se a rede de distribuição interna de gás não estiver em boas condições?

A empresa habilitada pelo Inmetro que fez a inspeção vai expedir para o usuário um laudo de inspeção apontando os problemas existentes e um outro laudo para a distribuidora com o resultado da inspeção que pode ser:

Laudo de conformidade É emitido quando não for encontrado nenhum problema (Não conformidade) nas instalações.

Laudo de Conformidade com Restrição É emitido quando os problemas encontrados puderem ser sanados sem corte do fornecimento. Esse laudo apontará o prazo máximo para a correção em ambos os documentos: o entregue ao usuário e o entregue à Distribuidora. Se todos os problemas tiverem sido solucionados, a empresa habilitada pelo Inmetro expede um novo laudo de inspeção para o usuário e emite também um novo laudo de conformidade para a Distribuidora. O prazo de correção pode ser de 60 ou 90 dias de acordo as adequações a serem realizadas, valendo sempre o menor prazo de acordo com as não conformidades encontradas.

Laudo de Não Conformidade Se os problemas não puderem ser sanados mantendo o fornecimento normal de gás, a empresa contratada pelo cliente emite o laudo de inspeção para o usuário indicando a suspensão do fornecimento e o laudo de não conformidade com o aviso de corte à Distribuidora. Assim que os problemas forem sanados o usuário deve solicitar uma nova inspeção. Se for constatado que os problemas foram sanados, será emitido um novo laudo de inspeção para o usuário, e um novo laudo de conformidade para a Distribuidora, para que o fornecimento de gás seja reativado. Após o cliente receber o resultado de APTO, a vistoria terá validade de 5 anos.

A Inspeção Periódica de Gás é paga? Quem paga por ela?

Sim. Conforme prevê a lei, é uma responsabilidade dos condomínios, proprietários ou usuários das unidades prediais, sejam residenciais ou comerciais.

Se a contratação for individual o usuário paga a vistoria a Gasotec e em caso de contratação coletiva o Condomínio paga para a Gasotec e define com a unidade o repasse.

É obrigatória?

Sim, é obrigatória. À partir da publicação da Lei nº 6.890 de 18 de setembro de 2014.

Tem algum risco de cortarem meu gás após a inspeção?

Sim. Após a realização da inspeção seu fornecimento pode ser cortado por 6 motivos:

Quando a rede de distribuição interna do imóvel apresentar escapamento acima dos níveis permitidos, identificado através de um procedimento chamado teste de estanqueidade.

Quando for verificada inexistência de ventilações inferiores e/ou superiores e volume do ambiente abaixo do permitido, em locais com aparelhos a gás.

Quando for identificada inexistência de chaminé. Ou quando chaminé e terminal forem instalados em ambiente fechado ou área não externa.

Quando o resultado do teste de monóxido de carbono (CO) ambiente ou no aparelho estiver fora dos parâmetros estabelecidos pela norma.

Quando for evidenciado aparelho de circuito aberto instalado em dormitórios, box e acima de banheira com chuveiro.

Ou caso o cliente não cumpra o prazo previsto para realizar as adequações e realizar a requalificação.

Quando a válvula está de difícil acesso?

Quando encontra-se atrás de algo (fogão, geladeira, armário...), dentro de armários sem ventilação, difícil acesso a mão, local onde não há ventilação.

O que fazer caso seja detectado vazamento na minha tubulação?

Ligar para a emergência da Naturgy.

A GASOTEC realiza os reparos?

Não. A GASOTEC é credenciada somente para realizar a inspeção de gás. No site do Sindistal há empresas que realizam os reparos (sindistal.org.br).

Qual Horário de atendimento?

O horário de atendimento da Gasotec é horário comercial (entre 9 h e 18 h).

Nosso roteiro é feito no dia da vistoria, de acordo com a quantidade agendada para cada bairro, não temos como trabalhar com horário ou períodos agendados.

O que devo fazer se o meu gás foi lacrado?

As unidades que receberem o resultado de NÃO CONFORMIDADE ou LACRE assinaladas no laudo da vistoria pelo técnico, estão com problemas mais críticos que oferecem RISCO  de segurança,  eles necessitam sanar as não conformidades apontadas no laudo o mais rápido possível e entrar em contato conosco para agendar a requalificação pós lacre, pois estão sujeitas a LACRE pela Naturgy a qualquer momento, o LACRE normalmente ocorre em 48 horas após a vistoria (o que não é regra absoluta, depende da Concessionária de gás, a Gasotec não tem controle sobre este prazo).

Quando a unidade entrar em contato para agendar a requalificação pós lacre com a Gasotec será verificado se necessita ter o gás ligado para este procedimento:

Para as unidades que necessitam ter o gás ligado para realizar a requalificação PÓS LACRE:
Após realizar as adequações, a unidade deverá solicitar ao SAC da Gasotec (atendimento@gasotec.com.br) o formulário de religação de gás, preencher o termo solicitando a religação do gás a Naturgy e reenviar por e-mail para  a Gasotec enviar para a Naturgy, que demora cerca de 72 horas para religar o gás. Podem entrar em contato conosco também através do telefone 3836-1905 que ajudaremos no processo. Após religar o gás, a Gasotec deve realizar a requalificação pós lacre e se a unidade receber resultado de  APTO, o laudo  passa por análise crítica do  engenheiro da Gasotec e o  resultado é alimentado no portal da Naturgy (processo que demora 24 h). A CEG deixa o gás ligado por 72 horas e cobra taxa de cerca de R$ 90,00 para religar o gás. Se a unidade não estiver APTA ela desliga o gás novamente.

Para as unidades que não necessitam do gás ligado para realizar a requalificação PÓS LACRE:
Após realizar as adequações, basta agendar a requalificação pós lacre com a GASOTEC. Se receberem resultado de APTO, o laudo  passa por análise crítica do  engenheiro da Gasotec o  resultado é alimentado no portal da CEG (processo que demora de 24 h). Se a CEG já tiver lacrado a unidade, demora cerca de 72 horas para religar o gás e a companhia de gás cobra taxa de cerca de R$ 90,00 para religar o gás.